Powered by Blogger.
RSS

Desafio 2º Aniversário - Contagem - Castelo de palavras, ensaios artísticos (Por Claudiane Ferreira)

                                             
                                                    Esculturas de papel de Su Blackwell


1095 dias de existência do Tubo de Ensaio...  Que para pulsar deriva da energia que desprende de cada um de nós (autores).  Falo de inspiração, intuição, devaneio, cultura, lembrança, alegria, dor e, muitas vezes, masturbação poética.

Enquanto transpiro, buscando transformar minha gratidão em uma ambrosia1 a ser oferecida aos leitores e colegas, lembranças me levam direto a um romancista, personagem do livro “Rimas da vida e da morte”, que enquanto passa o tempo em uma cafeteria, até dar a hora de ir para o local onde irá apresentar sua palestra, imagina uma história para cada um dos clientes. O fato que torna tudo bem mais interessante é que sua compulsão imaginativa não lhe abandona durante a palestra, ele, se vê olhando para cada pessoa na plateia e mentalmente cria silenciosamente uma história fictícia para cada um deles.

Uma ideia às vezes cola, outras vezes cala.

Era uma vez um rei e uma rainha que imaginaram a construção de um castelo feito de palavras... Que pudesse vir abrigar um grupo de pessoas, pulsando ao ritmo do amor, da ética... Que pudesse oportunizar ritmos diferenciados de encantar, de decantar a concretude...

Acontece que no meio desse sonho, em 2013, mais precisamente, o Todo poderoso percebeu que as estrelas andavam tristonhas, que a lua choramingava por tudo... Que estava faltando fascínio no céu. Olhando aqui para nosso planeta percebeu as peraltices de certo “Menino Sem Juízo” e começou a imaginar o quanto seria bom se os astros celestes pudessem contar com as gargalhadas e as palavras encantadas que corriam soltas daquele coração poético.

A rainha viveu seu luto...

De tanto os anjos soprarem em seu ouvido, arregaçou as mangas e começou a colocar em prática o sonho que anteriormente foi sonhado a dois.
Eu creio que quando desejamos algo com fervor o universo conspira... 

 A primeira decoração do nosso castelo foi da autoria de uma fada de olhos lindos, de uma escrita que nos leva muitas vezes a flutuar. Com ela aprendi a gostar e escrever haicai.

Inalcançável
Castelo altaneiro?
Porta aberta.
Isa Lisboa

Outras fadas vieram se juntar inclusive a que vos fala, na época nem asas tinha para voar. Hoje? Já ensaia pequenos voos por aí.

Dias depois fomos surpreendidos com um quadro de um luar e um recado “o amor nunca deixa de sonhar...” E nesses 1095 dias de existência, ele (nosso Arroz), digo, Manuel Marques, autor da citação acima sempre esteve a nos seduzir.

E mesmo havendo amor acontece às vezes...

 A emoção tomou conta de mim, por conta da ausência no castelo de alguns autores. As letras que formariam as palavras fugiram-me, por isso passo a palavra ao Charles Chaplin.

Conhecemos pessoas que vem e que ficam, outras que vem e passam. Existem aquelas que vêm, ficam e depois de algum tempo se vão. Mas existem aquelas que vêm e se vão com uma enorme vontade de ficar...

 A Cris Henrique eu elevo uma prece, aos outros um recadinho: as portas do nosso Tubo de Ensaio laboratório de Artes estarão sempre abertas para vocês.

A esse sonho sonhado a dois, concretizado por um, ajudado por alguns, amado por muitos leitores, eu agradeço aos 1095 dias de existência do meu, do seu, do nosso Tubo de Ensaio.

Nossa família tubular, escreve, desenha, ousa pinta e borda na batida do coração.
A todos meus colegas autores minha sincera reverência, aos leitores minha eterna gratidão.


                                  Assim caminhamos
Somos trilhos da vida

Mãos dadas amigas
Almas unidas
Orquestrando uma história
Selando destinos

              Claudemir Men@ - Co-criador do Tubo de Ensaio Laboratório de Arte


Até a data de hoje,(1º  de junho), o Tubo de Ensaio possui 1477 postagens, que me proporcionaram a oportunidade de crescimento pessoal e espiritual, de reflexão, cultura, delírios,  emoções  e amigos que levarei pra sempre.

Claudiane Ferreira

A ambrosia era o manjar dos deuses do Olimpo e vetado aos mortais. Descrito como um poderoso alimento de sabor divinal e usado como fragrância perfumada, quando os deuses ofereciam o alimento a uma pessoa comum, ao experimentá-lo sentia-se plena de felicidade




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comments:

Dulce Morais said...

Querida Claudiane,
A mais linda emoção que você poderia ter escrito está nas linhas que nos oferece...
A linda estrela que brilha lá no Céu deve estar deixando rolar uma doce lágrima de gratidão que vem juntar-se à minha.
Obrigada, querida!
Beijinho!

E.P. GHERAMER said...

Depois deste Castelo de Palavras, que suas Majestades construíram e uma delas se foi para, no dizer da Claudiane, "os astros celestes pudessem contar com as gargalhadas e as palavras encantadas que corriam soltas daquele coração poético." -, só me resta dizer com grande alegria: Deus salve a Rainha!
Parabéns Claudiane pela maneira singela com que nos contou uma bela história de amor.
Um grande abraço!

mochiaro said...

Claudiane
Um FOTO,; UM TEXTO BELÍSSIMO e UMA HOMENAGEM JUSTA ao
Tubo de Ensaio
Parabéns :
abraço

Maristela Ormond said...

Que lindo Claudiane. Emocionada e feliz por fazer uma pequenina parte desta família tubular. Beij..

Sandro Panografia said...

Venho ao longo deste tempo acompanhando a evolução do Tubo de Ensaio e posso afirmar que é uma experiência única e que esta homenagem é mais que merecida. A Dulce merece muito ! Agora... que você vem se superando e me saindo melhor do que a encomenda, isto é fato Claudiane ! Uau... que maravilha minha amiga ! Parabéns ao Tubo ! Parabéns Claudiane !!!

Post a Comment

Publicações populares