Powered by Blogger.
RSS

Desfolhando-te, eu sei como te amar...


Perco-me nos caminhos e só a noite me dá o rumo
falo de ti porque a memória do tempo e dos sonhos
me ouve nos desejos do que não te digo...

Deixa que me encontre em ti
quando já nada me resta
de acordar,com o teu acordar...

Deixa-me voltar a sentir o vento
apenas no silêncio clandestino da nossa memória
desfolhando-te, eu sei como te amar...


Manuel Marques (Arroz)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Levando

"Deixa que me encontre em ti
quando já nada me resta "

Parabéns!

Post a Comment

Publicações populares