Powered by Blogger.
RSS

Idílio de um poeta míope




















Se enxergo...  não imagino...
O que não vejo, jamais atino...
Tudo passa entre fantasia... todos
Não passam de melancolia...
Todos os sorrisos são óculos
Para se ver as almas tardias..
Não sei se são míopes os olhos
Ou são cegas as mãos.

Longe, sozinho, no meio do mato...
De fato só vejo breu... os olhos
São míopes... a vida é cega...
Mas o amor é visível...
Pelos teus olhos, eu vejo... 

Josué Brito 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Para o artista o que é mais importante enxergar ou imaginar? Essa pergunta ficou ecoando em mim.

"o amor é visível...
Pelos teus olhos, eu vejo... "

Post a Comment

Publicações populares