Powered by Blogger.
RSS

August IX

Não foi festa, foi a fantasia
Da ilusão bem vestida... Luzes
Incendiárias no plenilúnio guardado
No peito que se fez de incontido.

Belas formas translúcidas dos olhos
Saltitando colorindo de selva
A quietude tão finita... para a
Serenidade esquecida se apaixonar.

Pela visão primeira, incansáveis
Jardins floresceram... era um novo
Dia, mais não apenas um dia, fizeste
Para a vida uma nova face...

Foi beleza, foi o céu que se enchia
De claridade... Houve luz de uma centelha
Tão pequena, surgiu o sol e nunca mais
O amor deixou de brilhar.


Poeta Josué Brito  

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares