Powered by Blogger.
RSS

Vem ! Encontra-me se puderes...

Olho-te à distância e não consigo evitar a saudade
quanto mais longe maior a minha ânsia de te amar
para a minha sede apenas o teu amor chega...

Estranha saudade que me aprisiona no poema
és tudo aquilo que me transcende
deixa sossegar o meu amor sobre o teu ombro...


Imagino-te sorrindo  quando pensas em mim
E há amor  a envolver-nos
vem ! Encontra-me se puderes...

 Manuel Marques (Arroz)





  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"Estranha saudade que me aprisiona no poema
és tudo aquilo que me transcende "

Manuel, encantou-me do primeiro ao último verso.

Josué da Silva Brito said...

Saudade... dos poetas a dor maior, da poesia o maior primor!! Muito linda sua poesia!!!

Post a Comment

Publicações populares