Powered by Blogger.
RSS

Cantilena

Josué Brito 
Por instante solitário, por instante sozinho,
Gostaria de me confundir com tua face e ser
O arrebol que se reflete nas alvas faces tuas.
Alhures de tua florescência das luzes tão
Distantes, no teu sol reflete os olhos que
Te veem em doce na primavera incessante.

Segredado em teus lábios o sorriso de todos
Os risos... um pedaço esculpido de todos teus
Arroubos, um dilema a ser desvendado... Um
Luzir tão amado... escondido em cada canto
De teus doces céus um pedaço de paixão.

Escondas os dislates que ainda tenhas, não
És feito anjo, já que não surgiste abraçada
Em inalcançável sensibilidade aos prantos
Humanos, mas tão próximas das veleidades
Que tem todos os planos e de todos os amores
Que tem todos os poetas, tu és mais.

Tu és no fim, estrela sem fim de um poeta,
Um brilho estrépito as utopias tantas...
Deveras do dilúculo és dono, mas mais
Te pertente a canção, te pertence à música,
Os olhos de ti fazem submissos... És o verso,
De um o tempo que só existe em nós. 

Josué Brito 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares