Powered by Blogger.
RSS

Eu não gosto de pensar em igualdade


 Eu não gosto de pensar em igualdade.
Também não gosto de falar de igualdades.
Ser igual é ser Nada, ou coisa nenhuma.
Ser igual a quem?
Quem haverá de ser melhor ou pior,
dependendo do meu desejo,
para servir de parâmetro à minha igualdade?
O que é “melhor”?
O que é “pior”?
Eis a questão.
Em qualquer dos casos, o igualar-se seria o mesmo
que deixar de existir como eu mesmo.
Não.
Decididamente eu não quero ser
igual a nenhuma pessoa quem quer que seja ou
a nenhuma coisa qualquer.
Eu não gosto de igualdade, porque amo a harmonia.
Amo olhar todas as coisas e pessoas desiguais
entre si e entre os outros,
vivendo juntos e desfrutando
o mesmo espaço,
o mesmo ar,
o mesmo tempo,
o mesmo Sol,
o mesmo calor do Sol,
o mesmo brilho de luz do Sol,
o mesmo Céu, o mesmo azul do Céu,
e, no entanto, cada um sentindo e vendo
todas essas coisas à sua maneira, individualmente.
(Quisera eu poder, num dado instante da minha vida, sentir e ver
uma mesma coisa da mesma maneira, exatamente da mesma maneira,
que qualquer outro alguém que não eu, sente e vê!)
(Quisera eu ser amado exatamente da mesma maneira que eu amo!)
Em todos os lugares porque passei, viajando daqui para lá,
eu detinha o meu olhar nas coisas que a Natureza me mostrava;
nunca vi nenhuma delas que fosse igual à outra;
nenhuma pedra igual à outra pedra;
nenhuma flor igual à outra flor, mesmo que da mesma espécie;
nenhuma árvore igual à outra árvore, ainda que fossem da mesma espécie;
nenhum pássaro igual à outro pássaro, ainda que sua espécie fosse a mesma;
nenhum animal, ainda que da mesma espécie,  igual à outro;
nenhum homem igual à outro homem, ainda que sejamos, todos, humanos.
O que sempre vi e senti,
o que nunca deixei de sentir e ver,
é a harmonia entre os desiguais na Natureza;
árvores das mais variadas espécies e tamanhos convivendo lado a lado,
junto à relva, junto aos arbustos e às flores e às gramíneas;
montanhas e planícies a perder de vista;
e cada qual muito feliz em ser o que é,
e viverem onde vivem ,
e de estarem um em companhia do outro,
respeitando-se mutuamente.
Era isto que sempre os meus olhos viam,
e os meus sentidos sentiam,
e os meus ouvidos ouviam;
é a harmonia que há nas coisas que Deus criou.
Eu, então, nunca mais me preocupei com a igualdade,
ou com a fraternidade, ou com a liberdade, pois
Tudo é harmonia.
Se eu estou em harmonia, que importância pode ter a igualdade,
ou a fraternidade ou a liberdade?
Só o estar em harmonia com todas as coisas entre o Céu e a Terra
tem importância,
pois é muito certo que tudo que vier como consequência,
de assim estar, será muito bom.
Não.
Não.
Será maravilhoso.
Com certeza estarei livre
mesmo que esteja em meio ao cerco da multidão!
Serei fraterno,
porque estarei desejando que todos os que estiverem ao redor de mim,
sintam todo o conforto de alma que eu estarei sentindo!
Por isso, tudo o que me importa com certeza absoluta,
é estar sempre em harmonia,
com tudo aquilo que for desigual a mim!
Graças a Deus que não sou igual a coisa alguma,
menos ainda a qualquer pessoa
 e qualquer pessoa
ou qualquer coisa
seja igual a mim!


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares