Powered by Blogger.
RSS

INTRODUÇÃO

Aquela raça de humanos era composta por seres selvagens e irracionais.
A questão da origem do planeta e da humanidade era, de fato, extremamente delicada naquele estágio evolutivo primitivo em que se encontravam os habitantes. O direito residia na força. Foi assim que no princípio as feras chamadas homens foram contidas e guiadas e, só mais tarde, foi criada a lei, que é essa força mascarada.
A Elite não reconhece nenhuma lei moral que, de qualquer modo, prejudique a liberdade de seu plano de ação. A Ciência e a Religião tinham como objetivo serem instrumentos de dominação. Desde então, e sistematicamente, têm ocultado e distorcido, ao longo da historia, informações sobre a origem do homem naquele planeta.
A Ciência afirma que o homem evoluiu progressiva e naturalmente de um tipo de primatas que inclui os macacos e o homem; em seu estágio primitivo, apresentava cérebro grande e desenvolvido, face capaz de expressar emoção, olhos voltados para frente, um par de mamas e dedos com unhas achatadas, eram diurnos e viviam nas árvores ou no chão.
Essas afirmações baseavam-se na implantação da ideia de que um processo de seleção natural fora responsável pelas mutações das diversas espécies de animais, para se adaptarem as mudanças geofísicas sofridas pelo planeta no passado. Assim, os seres poderiam sofrer qualquer transformação para se adaptarem. Seguindo essa linha de pensamento um símio perdeu os pelos, a cauda, ergueu a coluna vertebral e se tornou homem de maneira natural. Tem sido chamado de "teoria da origem das espécies".
Quanto à constituição mental, eram dirigidos pelos Instintos que designam predisposições inatas para a realização de determinadas sequências de ações - comportamentos - caracterizadas, sobretudo por uma realização estereotipada, padronizada, predefinida e inconsciente. Os maus instintos eram mais numerosos que os bons instintos.
Todos sabiam que os instintos são a origem da energia psíquica que se acumula no interior do ser humano, gerando uma tensão que exige ser descarregada. Essa descarga deveria realizar-se de maneira construtiva e dirigida. O objetivo do indivíduo seria, assim, atingir um baixo nível de tensão interna. Os meios eram oferecidos pela Elite.
Os líderes religiosos, seguindo uma interpretação do ‘Livro Sagrado’, asseguravam que o homem foi criado a partir do pó, entre seis e oito mil anos atrás e ganhou vida após ser soprado o fôlego em suas narinas.
A melhor maneira de se controlar aqueles povos foi deixa-los sob o governo de líderes escolhidos entre eles. Dentro deste contexto, esses líderes eram nomeados pela Elite, como uma maneira de estabelecer sobre os homens um controle indireto.

Desde o princípio, um único líder dos Selvagens não fez o juramento de posse com a mão sobre o Livro sagrado da Elite. Ao assumir o cargo, de acordo com uma lenda, ele colocou as mãos sobre outro livro, conhecido como a ‘Bíblia’, para indicar a quem pertencia sua lealdade.

EP. Gheramer

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares