Powered by Blogger.
RSS

OS NÍVEIS DA HUMANIDADE.

OS NÍVEIS DA HUMANIDADE
(Adaptado por Maristela Ormond – Autor desconhecido)

Não sei dizer a autoria do texto, tomei conhecimento que é de “autor desconhecido”, resolvi adaptá-lo para que pudesse repassar o conhecimento e fazer minha parte... Agradecimento aos leitores.
 
Imagem retirada da web- 7 níveis da humanidade-thumbir

Um rapaz que buscava conhecimento sobre a vida, encontrou-se com seu mestre e aproximando-se dele perguntou-lhe:
- Mestre, gostaria de saber por que os homens guerreiam tanto e por mais que se fale sobre o amor não conseguem praticá-lo?
- Você me perguntou algo difícil de explicar jovem rapaz, pois não conseguiria somente dando-te conceitos do que seria o amor para a humanidade. Digo-lhe que os homens são separados em níveis. Alguns no nível 1, outros no nível 2 e a maioria no nível 3, podendo chegar até o nível 7 o que é raríssimo pois acontece de milênios em milênios...
- Mas mestre, que níveis seriam esses? Explique-me.
- Como já lhe falei não adiantaria explicar-te, então vou dar alguns exemplos a você levando-o a uma viagem mental e realizaremos alguns experimentos que o fará vivenciar todos os níveis podendo então compreendê-los. E dizendo isto colocou a ponta dos dedos na testa do rapaz e logo estavam em outra dimensão, um lugar incrível cheio de bosques.
Um homem se aproximava deles e o mestre pediu:
-Faça-o parar e dê-lhe um tapa no rosto.
-Mas por que mestre? Ele não me fez nada...
-Faz parte de nosso experimento, vamos dê-lhe um tapa!
O rapaz fez o que o mestre pediu e logo foi atacado pelo homem com golpes violentos.
-Agora você já sabe como reage um homem no nível 1. Logo em seguida estavam em outro lugar e apareceu outro homem e o mestre fez-lhe o mesmo pedido. Ao parar o senhor que passava, deu-lhe um tapa no rosto e o homem olhou bem para o rapaz medindo-o sem nada dizer deu-lhe também um tapa.
-Agora você aprendeu como reage um homem no nível 2. Analisa a situação verificando se o oponente é mais forte ou mais fraco e então reage.
Logo estavam em outro local e o mestre pediu que fizesse o mesmo com outro passante. O rapaz pediu que este parasse e deu-lhe um tapa que estalou de imediato, ao que o desconhecido perguntou-lhe:
-O que é isso rapaz? Não mereço uma explicação sobre isso? O que foi que lhe fiz?
-Eu e o mestre estamos realizando um experimento e isto faz parte de nosso experimento, bater nas pessoas para ver como reagem. O senhor não vai me bater?
- Nem sei, depois desta resposta acredito que são loucos e que não vale a pena continuar discutindo com vocês dois, pois vocês são loucos e eu tenho muito a fazer para ficar jogando conversa fora com duas pessoas como vocês... Que alguém faça isso por mim. Então o mestre comentou:
-Agora você já sabe como reage um homem no nível 3. Deixa tudo pra lá e espera que outro resolva o caso por ele, não apresentando nenhuma solução, mas acredita ser o dono da verdade, faz críticas, reclama. Tem um pouco mais de percepção das coisas, mas se sente o maioral por agir desta forma.
E assim foi. Mudando novamente de ambiente o mestre fez o mesmo pedido e a cena repetiu-se. O senhor agredido perguntou:
Por que você fez isso rapaz? Fiz-lhe alguma coisa? Posso saber? Eu lhe ofendi?
-Não senhor, é que eu o mestre estamos realizando um experimento para saber a reação das pessoas ao serem agredidas sem motivo...
-Ah... Então devem ter feito várias vezes e aprenderam muito a respeito disso...
-Mas qual será a sua reação senhor? Preciso saber...
-Hoje aprendi com vocês uma nova lição e agradeço-os por isso. Somente tomem cuidado, pois poderão encontrar alguém que não tenha piedade e revide de maneira muito agressiva.
O mestre então comentou:
-O homem no nível 4 já está bem desligado das mazelas humanas. Já compreendeu que existem níveis mais baixos e outros mais elevados, busca então aprender para evoluir mais e procura aprender por ser curioso e ter sede de conhecimento. Mas vamos continuar meu rapaz e repetir para aprendermos como reage um homem no nível 5. E assim a cena repetiu-se. O tapa foi dado e o homem disse ao rapaz:
-Meu filho... Sei que sou merecedor deste tapa pois não percebi o quanto estás precisando do auxilio. Como eu poderia te ajudar?
-Não entendi senhor, dei-lhe um tapa e o senhor não vai reagir?
-É que na verdade cada agressão simboliza um pedido de ajuda...
-Mas senhor, estamos realizando um experimento para conhecermos as reações das pessoas que são agredidas sem motivo e o senhor não vai fazer nada?
-Vou sim. Vou te pedir perdão por não ter percebido logo que desejas aprender, pois por meio do saber é que o homem se eleva e se está querendo aprender só tenho que parabeniza-lo e tentar auxilia-lo em seu aprendizado.
Logo estavam mestre e aprendiz em outro local e o mestre deu seu parecer:
-Quando um homem atinge o nível 5 começa a compreender que a humanidade é como um adolescente, muito inseguro e não sabe como pedir ajuda, atenção e por isso agride as pessoas indistintamente e então procura ajudar as pessoas sem pensar em si mesmo.
-Agora proceda da mesma maneira com o homem que vem aí. O rapaz então foi dar o tapa no senhor e este recuou de tal forma que não o acertou e disse ao rapaz:
-Mas por que você queria ferir-se? Então não sabe que todos nós pertencemos a um organismo único e que me agredindo estará agredindo a si mesmo de tal forma que lhe causará um sofrimento inútil e de cicatrização demorada? Não faça isso com você mesmo. Doerá mais em você do que em mim...
Então o mestre explicou ao rapaz que este é um dos níveis mais evoluídos na senda humana, pois já descobriu a verdade, mas ainda não está em sua plenitude até conseguir chegar ao nível 7.
Continuando a experiência, mudaram de ambiente como um passe de mágica.
Ao pedir que o homem parasse o olhar do homem e do rapaz se cruzaram e algo percorreu seu corpo como um choque. Então o mestre pediu: Bata nele!
-Não posso mestre, não posso!
-Vamos bata nele!
-Não mestre, não consigo, só de olhá-lo já sinto que seria inútil diante da futilidade que praticaria... Prefiro dar um tapa em mim mesmo, não nele!
Bata-me disse o homem ao rapaz, só assim poderá aprender sua lição e saberá por que existem guerras na humanidade.
-Não posso, não posso, respondeu o rapaz.
-Então qual das pessoas de teu experimento que te ensinaram alguma coisa? Vamos responde-me!
-Os três primeiros homens porque percebi o quão atrasados estão. E eu aprendi que existe a ignorância, mas aprendi mais algumas coisas: que devo ajuda-los e que a vida está mais além daquilo que acreditamos que necessitamos, como por exemplo, os bens materiais, status social, busca pelo poder, etc.
O mestre então tomou a palavra, dizendo que a humanidade ainda é uma criança que precisa aprender a caminhar por conta própria e que queremos fazer tudo às pressas e medir todas as coisas pela duração de nossas vidas individuais, quando temos que compreender que o Universo é um organismo imenso, ainda novo para nós e que está fazendo seu conhecimento e aprendizado através de nós, seres vivos e inteligentes que habitamos esse planeta. “Somos todos uma imensa equipe energética atuando nos mais diversos níveis energéticos daquilo que é conhecido como Vida e Universo, que no final das contas, é tudo a mesma coisa”. Mas para que eu aprenda tudo que preciso ensinar é necessário mais que uma vida...
Bem, disse o mestre: Você aprendeu que existem 7 níveis evolutivos e não será preciso mais de uma vida para transmitir esse conhecimento aos homens que estão nos níveis evolutivos 1, 2 e 3. Os que estão tomando conhecimento desse aprendizado estarão cumprindo sua parte e para isso são livres. Possuem o discernimento e o livre-arbítrio para fazer as escolhas necessárias e fazendo você sua parte, contribuirá para que a humanidade cresça e saiba fazer suas escolhas... Entendeste?








  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Anonymous said...

Maristela, gratidão.

Que texto! Deveríamos fazer dele uma reflexão diária

Beijos

Claudiane F.

Maristela Ormond said...

Verdade Claudiane, temos muito o que aprender ainda não é? Beijos.

Post a Comment

Publicações populares