Powered by Blogger.
RSS

Teatro de sombra


Agá em extinção

Por Claudiane Ferreira


Andam  por calçadas  desgastadas

    h   umanos                           

 que saqueiam sonhos                    
 dividem letras

Artistas pintam fachadas retirando do ar

olhares

Encontrar significado

quem sabe assim

o agá volte a se juntar
   
Publicado originalmente em  http://dankamachine.blogspot.com.br/2014/09/aga-em-extincao.html        



                                          Imagem: Web


Da série Repaginar -  Nº 1


Teatro de sombra



Andam por nosso planeta

seres desumanos

que saqueiam 
vidas
sonhos
amores
dividem... Famílias

Há alguns casos que as vítimas viram notícias
por dias

artistas temporários...

Há quem  até lucre com esse teatro de som macabro

Pizza / esquecimento

Só quando tivermos um mínimo de noção
do porquê Jesus, se fez carne e andou entre os homens
nossa estadia, nesse planeta encontrará significação.


Claudiane Ferreira


                                

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comments:

hbsaquarema said...

...o "h" de hoje....gente que se perde...desu h umanos....agás hoje?...um amanhã que se perdem "h"oje....

E.P. GHERAMER said...

Fiquei a refletir em tudo o que disse Claudiane.
Penso que a justiça, a liberdade e a igualdade podem ser soberanas no mundo, desde que os milhões de religiosos que nos rodeiam, praticassem o apoio mútuo em lugar da luta egoísta e, ao assim fazerem, a influência malévola seria logo desmascarada - e o “h” voltaria.
Um grande e fraterno abraço, Claudiane!

Gilberto de Almeida said...

Gostei da ideia da letra que faz a diferença Claudiane. A humanidade, até que encontre o "h", afoga-se num mar de desafios. Encontrar o "a", nesse "mar". creio, é o caminho individual e intransferível para que também se encontre o "h" nessa "umanidade".

Gilberto de Almeida said...

Gostei da ideia da letra que faz a diferença Claudiane. A humanidade, até que encontre o "h", afoga-se num mar de desafios. Encontrar o "a", nesse "mar". creio, é o caminho individual e intransferível para que também se encontre o "h" nessa "umanidade".

Post a Comment

Publicações populares