Powered by Blogger.
RSS

Esse cartão é para você


                                  https://www.pinterest.com/source/umacasaigualasua.com.br


         Ela usou todo o seu melhor na confecção daquele cartão... Ao representar a raiz de branco fez no sentido de demonstrar  a possibilidade de que se as raízes tiverem a essência da paz, por mais que as folhagens tenham dias escuros, de uma forma ou de outra, haverá de aprender iluminá-las (afinal, a paz é um exercício diário). 

          Gostou do efeito das nuances e do pensamento  de que ficaria muito feliz se as  cores  representadas no pinheiro viesse provocar reflexão, renovação... 

Agradeceu a Deus pelas pérolas que por hora enfeitam seu próprio pinheiro e sem mais delongas, escreveu:

Não está fácil para ninguém... Mas, não devemos esquecer que o nosso melhor presente será sempre o Amor e a Caridade. 

Feliz Natal!

Claudiane Ferreira

        A todos os leitores, autores e amigos faço votos que tenham um Natal caloroso e que reflitam os versos do Gilberto que deixei de presente para mim e também para vocês. 

                                 ... se o homem, mais humilde (e sábio), um dia
primeiro sem tentar mudar o mundo,
buscasse a luz da própria melhoria!



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comments:

Gilberto de Almeida said...

Claudiane, feliz natal, com amor, com Jesus no coração! Obrigado pelo cartão e pela citação carinhosa!

Dulce Morais said...

Querida Clau,
Há magia no Natal. Há magia nos corações. Há magia nos versos do Gilberto. Há magia nas suas palavras...
Obrigada pelo encanto.
Feliz Natal!!!
Beijinhos

Carlos NNeves said...

Nosso melhor presente, seja ele qual for, sempre o será assim, desse jeito aí, no amor e na caridade.

Abraços de um Natal renovador, Claudiane!

Anonymous said...

Gilberto, Dulce e Carlos obrigadaaaaaaaaaa

Receba cada um o meu aconchegante abraço.

Claudiane Ferreira

Pintora Manuela Frade said...

OBRIGADA...GOSTEI DA LEVEZA E FRESCURA E O POSTAL É MUITO BELO!

Post a Comment

Publicações populares