Powered by Blogger.
RSS

Desafio Janeiro 2016 - Existencia em branco - Por: Ronaldo Savazoni

Branco...

Branco sou eu e o meu amor,
branco é a minha vontade e a minha vida,
branco é tudo o que sou,
se estou sem você...

Branco são os meus olhos,
se não posso te ver...

Branco é a morte
pois estou a morrer
nesse branco de ficar assim...
sem você...

Branco é tudo
se esse tudo é não ter você...

Pois o branco,
o branco,
somente o branco,
é ausência,
ausência de cor...

É quando todas elas,
as cores,
esgotam-se,
em ser apenas uma,
e as cores do mundo
deixam de existir..

Estou em branco,
amortecido,
sombria mente
esmaecido,
taciturno e mente,
sombrios.

Estou em branco,
como uma tarde gris...

Estou em branco,
um branco,
tão mais branco
que a mais escura das noites,
entregue a esse branco de existir.

Mas existir como?
Onde está você?
Eu não te vejo,
nesse meu branco de existir
que sou sem você!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

6 comments:

Dulce Morais said...

Entre a pureza e a ausência, resta a saudade...
Belíssimo, Ronaldo!

Maristela Ormond said...

Pois o branco,
o branco,
somente o branco,
é ausência,
ausência de cor...
O seu branco tornou minha leitura colorida Ronaldo. Muito lindo!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"Estou em branco,
um branco,
tão mais branco
que a mais escura das noites,
entregue a esse branco de existir."

Bravo!

Ronaldo, seu poema colou em mim. Grata!

Ronaldo Savazoni said...

Oi Claudiane, fico imensamente feliz que você tenha gostado dos meus versos. Sua opinião é sempre um incentivo e um agrado que me afaga o ego. Sou-lhe muito grato por ser minha amiga e por estar sempre presente aqui comigo. Creia que é uma honra para mim e de muito agrado também. Beijos

Ronaldo Savazoni said...

Maristela, querida amiga e companheira de versos...quanta satisfação me dá sua presença apreciando meus escritos. Assim como Claudiane, suas palavras são sempre de incentivo e de agrado ao que escrevo e isso tudo muito me deixa feliz e honrado. Te gosto muito. Beijos

Ronaldo Savazoni said...

Dulce, minha doce Dulce, que poderia eu dizer que pudesse chegar no seu mais íntimo para demonstrar a você o meu apreço e minha admiração? Não sei...por isso nada direi, apenas quero que sinta o que sinto por você. Isso é mais possível do que palavras. Beijos

Post a Comment

Publicações populares