Powered by Blogger.
RSS

Minha vida, meu trabalho


Minha vida, qual milhares,
continua lentamente
navegando pelos mares,
sem domínio da corrente.

As histórias, tão vulgares,
nada têm de diferente;
tão comuns, os meus lugares,
não importa que eu lamente.

Minha única esperança
- sei que não existe atalho! -
é que o esforço sempre alcança

os triunfos que são seus;
é supor que, em meu trabalho,
minha vida busca a Deus!

Gilberto de Almeida
19/01/2016



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comments:

Dulce Morais said...

Uma busca que alguns dizem sem fim. Talvez seja por não procurarem no lugar certo...
Ele já vive aqui dentro. Basta escutar atentamente para ouvir a Sua voz...
Gostei muito dos seus versos, Gilberto!
Um grande abraço!

Ritinha said...

Gostei!
Interessante!
bjs

Gilberto de Almeida said...

Obrigado, Dulce. Trabalhando, seguimo-Lo. :D. Obrigado, Ritinha.

Anonymous said...

" Minha vida, meu trabalho"
Conscientemente não havia me atentado a essa máxima. Obrigada!

"os triunfos que são seus;
é supor que, em meu trabalho,
minha vida busca a Deus!"

Suas postagens sempre D+.

Claudiane Ferreira

Gilberto de Almeida said...

Valeu, Claudiane! Obrigado!

Post a Comment

Publicações populares