Powered by Blogger.
RSS

A sensibilidade é um nervo exposto

Zé Suassuna Oliveira


" Sou frágil o suficiente para uma palavra me machucar, como sou forte o suficiente para uma palavra me ressuscitar"

                                                                            Bartolomeu Campos de Queirós


Já lá se vai o tempo que andavas vestida de poesia
Estás nua e as palavras nadam contra a maré.

Já lá se vai o tempo que andavas bronzeada de encanto
Estás nua e nem o sol lhe aquece.

Já lá se vai o tempo que colavas em seu "eu", frases de figurinhas da série Amar é...
Estás nua, fria... 

Fria, nua!

Mas 
há que se ganhar
a poesia, o bronzeado, o calor ...
Renascimento.

Claudiane Ferreira

Dedico essa prosa poética ao amigo Zé Suassuna que além de preencher minh'alma com a imagem dessa folha de ipê , aqueceu-me com carinhosas palavras e sem sentir também me deu de presente o título.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comments:

Marcos Satoru Kawanami said...

Mas eis aí uma poesia, gostei.

=)

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Marcos, obrigada. Fiquei feliz em saber que você gostou.
Abração

Post a Comment

Publicações populares