Powered by Blogger.
RSS

Poema à Mãe

Poema à Mãe
No fundo de teus olhos
Me encontro reflectida …
Não te posso trair …
Porque senão me traio a mim…
Minha alma não é mais do que o reflexo de tua em mim…
Meu retrato tantas vezes adormecido em tua memória,
Acorda nos rumores de minhas memórias de ti …
Teu choro incontido pelas dores por mim vividas,
Sei mãe que o teu amor,
Infinitamente grande te torna infeliz pelo longo silêncio ao longo dos anos…
Momentos cristalizados nos retratos da vida… sorrisos adiados,
Tornados pesadelos...
Cresci e meus irmãos também…
Tu ficaste parada esperando…
Nossos pedidos…anseios…
Medos…Apelos…
Surdos são e só te deixam lágrimas
Rosas cheias de espinhos…
Tuas lágrimas …
Ecos surdos de tanto amor…
Sentido apenas de forma irreversível, no dia te tua partida …
Teus filhos ingratos te esqueceram
e teus tão maravilhosos afagos…
Beijos e sorrisos…
Felicidade profundamente 
Sentida…apenas por nossa Mãe,
Sentida pelas Mães...Iemanjá, Oxúm
 E...nosso Grande Pai Oxalá!
Não me posso despedir…porque me espelho em teus olhos,
Em tuas lágrimas...e teu terno amor me lembro…
Quero-a junto de meu peito…
Por isso, sinto suas asas amorosas ....
Batendo fortemente em meu coração,
Cada vez mais e mais permanente…
Grande e profundo amor de minha Mãe!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares