Powered by Blogger.
RSS

A desilusão dos amores


Imagem da Web



















Falta-me desespero para as lágrimas do amor,
Para as estrelas que te prometi no leito
Em quanto nos perdíamos na ilusão
Que achávamos eterna, mas foi o vento...
Foi relento... se perdeu, se perdeu em nó...
Se esfriou feito saudade. Morreu por
Falta de zelo...

Falta fogo nas palmas, falta canção ao peito,
Parece mortalha... tarda sentimento. O que
Restou foi estória, foi poesia muda, foram
Escravos ainda aprisionados na ilusão
Guardada na lua...

E nós vamos caminhando na nossa falta
Que chamamos de destino, traçando a
Ausência como se fosse sempre nossa
Verdade, mas afinal é, foi o desamor
Que nossos próprios corpos
Construíram.

Falta tempo e versos... nosso amor se findou,
Findou o tempo para o céu azul com as lágrimas
Que lhe pertencera com as palmas que
O sentimento lhe dedicava... Vai o corpo
Em sua essa, com a vida perdida em si,
Com o caminho descoberto entre as faltas...
Com o coração que não lhe pertenceu
E sem amada que ainda lhe estava por vir.

Josué Brito

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares