Powered by Blogger.
RSS

A MINHA TV, A SUA TV, DEPENDE DE QUEM VÊ.

Imagem retirada da web













A minha tevê mostrou
Esvaindo-se em lágrimas
A fome lá na Somália.
Disseram que lá eles passam
Pela maior seca e tomam água suja, suja...
Perderam famílias inteiras e algumas mulheres subnutridas
Fugiram com seus filhos semimortos
Em busca de vida, vida...
Ela mostrou também, grandes potências,
Quase entrando em grandes guerras
Ainda procurando a mais poderosa arma para matar.
Ataques com armas químicas, crianças e inocentes sofrendo,
Com objetivo territorial, território este, que não será usado por ninguém,
Pois “ninguém” não é um humano precisando,
Mesmo porque esse território será usado sim para fazer covas rasas,
Perante a quantidade de mortos sem túmulos,
Na queima de cérebros e neurônios,
Em busca de morte, morte...
Mostrou também terrorismo por conta de ideais religiosos
Em nome de um Pai que é de todos,
Veem-se no direito de matar
Inúmeras pessoas, com um homem virando bomba, bomba...
Vi também em minha tevê, crianças parrudas e brancas,
Fazendo pinturas em ovos para comemorar a Páscoa,
Que é o símbolo da ressurreição de Cristo.
Bolachas, biscoitos, chocolates, de vários tipos,
Pintados à mão, fora aqueles confeccionados,   
Com apliques de pedras preciosas para serem comprados
Pelos tubarões, tubarões...
Eu vi tanta fartura e vi tanta miséria...
Tanto tudo, tanto nada.
Vi até minha tevê como um aparelho bipolar,
Ora chora, ora ri e assim me distrai,
Deixando vários olhos cheios de mágoa, mágoa...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comments:

mochiaro said...

Maristela
A alta tecnologia nos trás de fato uma bipolaridade onde nos surpreende com essa oscilação inesperada. Cura não há para essa doença infelizmente. Além disso, estamos diante de uma virose que se alastra dia a dia. Talvez para se proteger, em parte, o bom seria desligar o contato com as noticias e se tornar "ignorante".
Teríamos pelo menos um momento de Paz Espiritual.
um abraço
mochiaro

Post a Comment

Publicações populares