Powered by Blogger.
RSS

Abre-me a porta do sonho e serei eu...

Desenho, invento beijos, construo sonhos
busco através do poema
uma palavra que me conforte...

Desenho caminhos sobre o mar
onde possa caminhar
possa amar antes da morte...

Reinvento o Sol as  Luas
rascunho  lembranças
as minhas, as tuas...

Costuro a memória do meu corpo junto ao teu
retalho de sonhos,balanço de corpos
abre-me a porta do sonho e serei eu...

Manuel Marques (Arroz)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares