Powered by Blogger.
RSS

Os sonhos em mim

Imagem da Web
Estou agora ao passo dos sonhos, a transgressão
Maior à realidade. Não se aceitar que homens
São maus, que o amor é findo, que pais morrem,
E que as vontades envelhecem.

O sonho, um ato de coragem e desmazelo.
É não crer. Duvidar do que se vê à janela.
Não aceitar que se posicionem distantes
Os sóis.

A vida como tanto, como uma luta eterna
Contra o real, é um sonho. Um sonho de
Liberdade. Um sonho que não cabe entre
Ideias e que transcende as mãos.

São enormes os sonhos. E sendo grandes
Como os pensamentos e os homens, não
Cabem os sonhos em lugar algum. São
Os sonhos livres, libertos, escorregadios.

Os sonhos jamais presos e contidos. Morrem
Os homens, eles não. Os sonhos que estavam
No coração de uma mulher vão à cova, os de
Umas crianças se escondem no coração.
Continuam sonhos...

E assim, a vida. A vida como dependente dos
Sonhos, quase um barbarismo, posto que
São os sonhos a vontade primaz
De se viver (livre).

Josué Brito 



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comments:

Post a Comment

Publicações populares