Powered by Blogger.
RSS

Força Criadora


Feliz de quem consegue apreender
 a íntima substância da palavra,
essência revestida de poder, 
que tanto retifica quanto agrava.

Quais flechas de desdém, de maldizer,
quais golpes de ardilosa, espúria clava,
se inventa de acusar e distorcer,
devasta, prejudica, anula, entrava.

No entanto, o mesmo verbo, se perdoa,
se ungido desse amor brando e irrestrito,
é amparo que reergue uma pessoa,

é voz de paz no seio do conflito,

é impulso saneante que abençoa,
é Força Criadora do Infinito!

Gilberto de Almeida


07/01/2019

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Ensaio de amar


As noites de dezembro são mais belas 
e há mais contentamento a cada dia!
Parece que do Alto se anuncia
a cura para todas as mazelas!

Quais novas esperanças, Pai, revelas
aos poucos, Teu Amor, que contagia!
É festa de ternura e de alegria
iluminando ruas e janelas!

E assim, por Teu Clamor, doce e sublime,
a humanidade, aos poucos, se redime...
É assim que Teu desvelo paternal

resulta, entre amigos, no natal,
na gentileza, ensaio alvissareiro,
que ensina a amar, depois, ao mundo inteiro!

Gilberto de Almeida
16/12/2018


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Crucificando o Natal


Gilberto de Almeida
11/12/2018

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

t-ser

Gilberto de Almeida
08/12/2018

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Solidário - Solitário II (uma visão espiritualista)


Gilberto de Almeida
13/11/2018

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Solidário - Solitário


Gilberto de Almeida
13/11/2018

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

a Grávida


Gilberto de Almeida
11/11/2018

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Força inata


Erguer
na vida
a per-
vertida...

Poder
da lida
enter-
necida.

Atento,
o amor
isento

resgata
a for-
ça inata.

Gilberto de Almeida
11/11/2018




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Trovas da Vida - IX


Sobre a paz, há uma verdade
intrigante, mas segura:
- Não tem paz quem a deseja;
só tem paz quem a procura!

Gilberto de Almeida
10/11/2018





  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Aborto


Mil anjos em luto.
Inepto, ainda, o concepto,
expulso do útero.

Gilberto de Almeida
10/11/2018


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Pena de morte


Matar é verbo ausente no vernáculo
do Cristo, do cristão e de quem mais
cultiva, da consciência, no cenáculo
brandura, compaixão, amor e paz.

Sequer do criminoso, o espetáculo
da pena derradeira (esse fugaz
narcótico dos néscios, o pináculo
do engodo)..., nunca a morte lhe compraz!

Banhado na serena luz da prece,
chorando, condoído, a rasa pena
o servidor do Cristo se entristece

ao golpe da mortal insensatez.
Porém, nem ao carrasco, não condena, 
pois traz gravado n'alma o "não julgueis"...

Gilberto de Almeida
08/11/2018

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Publicações populares